637x325_1
05/09/2019 18:00 • Notícias
Syngenta leva Manejo Consciente do algodão para agricultores do Mato Grosso do Sul

Evento reuniu produtores de algodão, entidades regionais e pesquisadores do setor para discutir melhores práticas da cultura

Um dos cinco principais estados produtores de algodão, o Mato Grosso do Sul registrou, no último ano, o maior índice de produtividade da pluma em todo o Brasil, totalizando 328,7 arrobas por hectare. São números expressivos, que contribuem para que o agronegócio brasileiro ocupe um lugar de destaque em nível global. Aliada aos cotonicultores brasileiros e ciente de seu papel no que toca à sustentabilidade da agricultura, a Syngenta promoveu, em Chapadão do Sul, evento com foco na apresentação de seu programa Manejo Consciente, que recentemente ganhou vertentes específicas para a cultura do algodão.

Na última quarta-feira (21), a empresa reuniu cerca de 70 pessoas, entre cotonicultores, pesquisadores e entidades regionais. Realizado em parceria com a Fundação Chapadão e a Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul), a iniciativa teve o objetivo de apresentar aos agricultores a visão e recomendações da companhia sobre as melhores práticas para o manejo sustentável de doenças do algodoeiro.

“O algodão é uma cultura extremamente importante para o estado e fundamental para todo o País, que é hoje um dos cinco maiores produtores mundiais desta cultura, com volume equiparado a países como Estados Undios, Índia e China”, comenta Bruno Zuntini, Gerente de Fungicidas da Syngenta. “Desta forma, debates sobre como melhorar a eficiência produtiva no campo, por meio da tecnologia e da correta utilização dos grupos químicos existentes, se tornam cada vez mais relevantes”, aponta.

Presente no evento, o pesquisador Alfredo Ricieri, da fundação Chapadão do Sul, afirma que o Manejo Consciente é essencial para os produtores. “Estou saindo deste evento com uma postura diferente de quando entrei. Afinal, um dos principais objetivos dele é resgatar os princípios básicos do manejo, apoiando o desenvolvimento da cultura na próxima safra”, destaca.

Também no encontro, Luiz Gonzaga Chitara, representante da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), enalteceu a iniciativa para o algodão. “É fundamental um programa como este para que a cultura tenha sustentabilidade e traga rentabilidade para o produtor”, enfatiza.

10 princípios do Manejo Consciente

Lançado em 2016 pela Syngenta, o programa Manejo Consciente nasceu da urgência em unir atores ligados à agricultura com foco no manejo adequado de doenças que ameaçam a soja. Neste ano, a iniciativa foi estendida à cultura do algodão, com a criação da lista com os dez princípios do Manejo Consciente do Algodão. São eles:

1. Iniciar as aplicações de fungicidas preventivamente
2. Usar todos os modos de ação de fungicidas nos programas
3. Respeitar as características dos grupos químicos e modos de ação
4. Realizar uma destruição de soqueira e algodão voluntário bem-feita
5. Respeitar máximo de 3 aplicações de Carboxamidas (FRAC – FEV 19)
6. Proteger a eficiência dos programas com Clorotalonil
7. Utilizar doses, número e intervalo de aplicações recomendados
8. Utilizar outras boas práticas de manejo e assistência técnica especializada
9. Uso de variedades resistentes
10. Usar uma tecnologia eficiente de aplicação

 

 Fonte: portaldoagronegocio