48644830416_5d817b9b55_z
O engenheiro Dr. Marcos Vilela, diretor da empresa MVL Defesa Vegetal, discorreu sobre Sistemas avançados de tecnologia de aplicação na defesa fitossanitária do algodoeiro
03/09/2019 18:10 • Notícias
12º CBA promove workshop sobre tecnologia e eficiência em pulverização

Entre os destaques do último dia da programação do 12º Congresso Brasileiro do Algodão, que encerra nesta quinta-feira (dia 29), em Goiânia (GO), estão os workshops para tratar de assuntos de grande interesse dos produtores e profissionais ligados à cotonicultura. Um dos mais aguardados abordou o tema Tecnologia e eficiência em pulverização: diferentes técnicas e novos modelos de gerenciamentos. A atividade aconteceu das 14h30 às 18h, com a participação de seis palestrantes, todos especialistas em suas áreas.

O workshop foi coordenado pelo engenheiro agrônomo Marcos Souza, responsável pela área de Projetos e Difusão de Tecnologias do Instituto Mato-Grossense do Algodão (IMAmt). Ele explicou que, durante a atividade, os participantes puderam conhecer mais sobre os sistemas avançados de aplicação de defesa fitossanitária do algodoeiro e novas abordagens para otimização dos recursos e redução de perdas, entre outros assuntos.

Cada palestrante abordou um tema específico. O coordenador Marcos Souza falou sobre Problemas fitopatológicos emergentes. O engenheiro Marcos Vilela, diretor da empresa MVL Defesa Vegetal, discorreu sobre Sistemas avançados de tecnologia de aplicação na defesa fitossanitária do algodoeiro. "É melhor controlar a praga na chegada do que na saída", disse Vilela, destacando que o bicudo e as lagartas são hoje os piores problemas da cultura do algodão. Entre as tecnologias abordadas pelo especialista, está o monitoramento avançado por radar, capaz de informar a intensidade e local de incidência das pragas, permitindo uma aplicação mais precisa e eficiente dos defensivos.

Marco Gandolfo, professor da Universidade Estadual do Norte do Paraná, diretor do Centro de Ciências Agrárias, é especialista na área de Tecnologia de Aplicação de Agroquímicos comandou a apresentação sobre Tecnologia de aplicação para otimização dos recursos e redução das perdas. Por sua vez, o engenheiro agrônomo da Embrapa Meio Ambiente, Aldemir Chaim, falou sobre Avanços e desafios da aplicação eletrostática na cultura do algodão.

Já o palestrante Leandro Costa, coordenador técnico de Agricultura de Precisão do Grupo Bom Futuro, abordou o tema Pulverização aérea e terrestre em grandes áreas do Cerrado: Avanços e Desafios.  Daniel Padrão, CEO da empresa Solinftec, falou sobre Tecnologia e eficiência em pulverização: diferentes técnicas e novos modelos de gerenciamentos.

Fonte: Abrapa